--> Astrônomos ilustram morte de VY Canis Majoris, maior estrela da Via Láctea | O Diário da Cidade

Astrônomos ilustram morte de VY Canis Majoris, maior estrela da Via Láctea

COMPARTILHE:

Pesquisadores usaram dados do telescópio Atacama Large Millimeter Array (Alma) para descobrir os processos pelos quais estrelas hipergigantes passam

 

Estrelas hipergigantes são muito incomuns, com apenas algumas conhecidas na Via Láctea. Uma dessas raridades foi acompanhada por astrônomos, que criaram uma imagem tridimensional da morte do astro, conhecido como VY Canis Majoris (VY CMa).


O feito foi apresentado em 13 de junho na 240ª Reunião da Sociedade Astronômica Americana em Pasadena, na Califórnia. A equipe que realizou o acompanhamento da estrela moribunda teve liderança de pesquisadores da Universidade do Arizona.


Os astrônomos traçaram a distribuição, direções e velocidades de uma variedade de moléculas em torno de VY Canis Majoris. A hipergigante vermelha fica a mais de 3 mil anos-luz da Terra na constelação de Canis Major. O astro apresenta entre 10 mil a 15 mil UA (unidades astronômicas), sendo que 1 UA equivale à distância média entre o nosso planeta e o Sol.


De acordo com Lucy Ziurys, uma das líderes do estudo, VY CMa é possivelmente a estrela mais massiva da Via Láctea. Ela compara o astro a uma “versão em esteroides” de Betelgeuse, uma hiperestrela que é a segunda estrela mais brilhante da constelação de Órion. "[VY CMa] É muito maior, muito mais massiva e sofre violentas erupções em massa a cada 200 anos ou mais”, conta a cientista.


Imagem da nossa galáxia, a Via Láctea (Foto: Divulgação/NASA)

Para descobrir mais detalhes dos processos pelos quais as hipergigantes passam ao terminarem suas vidas, os pesquisadores começaram a rastrear certas moléculas ao redor de VY CMa e mapeá-las com imagens preexistentes de poeira, obtidas pelo Telescópio Espacial Hubble.


Ninguém antes foi capaz de fazer uma imagem completa desta estrela, de acordo com Ziurys. Mas, de modo inédito, a equipe estudou os mecanismos de perda de massa do astro, que pareceram diferentes aos de estrelas menores que no final da vida viram gigantes vermelhas.


O que se observou, segundo a cientista, não foi uma perda de massa simétrica, mas sim células de convecção através da fotosfera da estrela, soprando como “balas gigantes” e ejetando massa em direções diversas. “Essas são análogas aos arcos coronais vistos no Sol, mas um bilhão de vezes maiores”, compara a estudiosa.


Utilizando o telescópio Atacama Large Millimeter Array (Alma), no Chile, os pesquisadores rastrearam a variedade de moléculas do material da superfície estelar. Com isso, obtiveram mapas preliminares de óxido de enxofre, dióxido de enxofre, óxido de silício, óxido fosforoso e cloreto de sódio. Por fim, o grupo montou uma imagem geral da estrutura do fluxo molecular de VY CMa.


Ao moverem as 48 antenas de rádio do Alma, os pesquisadores conseguiram ainda informações sobre as direções e velocidades das moléculas, podendo relacioná-las a eventos de ejeção de massa. De acordo com Ambesh Singh, cientista que colidera a pesquisa, foram processados quase um terabyte de dados — e para calibrar esse volume, será preciso um ou dois dias para cada molécula.


"Com essas observações, agora podemos colocá-las em mapas no céu", garante  Ziurys. "Até agora, apenas pequenas porções dessa enorme estrutura foram estudadas, mas você não pode entender a perda de massa e como essas grandes estrelas morrem a menos que você olhe para toda a região. É por isso que queríamos criar uma imagem completa", explica.


COMENTÁRIOS

 📲 Receba no WhatsApp notícias de Araraquara e Região


Fique informado!


Quer manter-se informado sobre todos os assuntos que acontecem em Araraquara, região e todo o Brasil? Siga a página do O diário da Cidade no Facebook.


Usando o WhatsApp do O diário da Cidade no número (16) 98824-9129, você pode denunciar qualquer problema ou informação sobre Araraquara e sua região.


Nome

A FAZENDA,14,A FAZENDA 15,15,AGUAÍ,2,AMERICANA,1,AMÉRICO BRASILIENSE,109,ARARAQUARA,245,ARARAS,7,ARTES MARCIAIS,1,BARRETOS,3,BBB,4,BBB 24,3,BEBEDOURO,1,BOA ESPERANÇA DO SUL,6,BORBOREMA,2,BRASIL/MUNDO,106,BRODOWSKI,2,BROTAS,4,BUENO DE ANDRADA,1,CACONDE,1,CAMPINAS E REGIÃO,1,CASA BRANCA,1,CIÊNCIA,10,CONCHAL,1,CONCURSOS & EMPREGOS,50,CONTEÚDO ESPECIAL,1,CORRIDA,2,COTIDIANO,23,CULTURA E LAZER,20,CURIOSIDADES,11,CURSOS,8,DC CAST,1,dC Edu,1,DESAPARECIDO,5,DESCALVADO,5,DESTAQUES,309,DOBRADA,1,EBOOK,1,ECONOMIA,28,EDUCAÇÃO,13,ELEIÇÃO 2022,1,ELEIÇÕES,2,ENEM,1,ENTRETENIMENTO,11,ESPORTES,54,ESTÁGIO,3,EVENTOS,4,FAMOSOS,66,FRANCA,2,FUTEBOL,43,GAMES & E-SPORTS,21,GANHAR DINHEIRO,1,GAVIÃO PEIXOTO,10,GUARIBA,2,GUATAPARÁ,2,IBATÉ,16,IBITINGA,5,INDIAPORÃ,1,ITÁPOLIS,1,ITIRAPINA,1,ITOBI,1,JABOTICABAL,5,LEME,5,MANAUS,1,MATÃO,36,MOCOCA,2,MONTE ALTO,2,MOTUCA,3,NEGÓCIOS,4,NOTA DE FALECIMENTO,16,NOTÍCIAS,25,NOVA EUROPA,3,OLÍMPIA,2,PETS,9,PIRACICABA,1,PIRASUNUNGA,2,POLÍTICA,57,QUIZZ,6,QUIZZ RESPOSTA,6,REALITY SHOW,17,REDES SOCIAIS,1,REGIÃO,422,RESUMO DA SEMANA,3,RIBEIRÃO BONITO,5,RIBEIRÃO PRETO,9,RIBEIRÃO PRETO E FRANCA,2,RINCÃO-SP,14,RIO CLARO,9,SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS,3,SANTA ERNESTINA,1,SANTA LÚCIA,12,SANTA RITA DO PASSA QUATRO,2,SÃO CARLOS,19,SÃO JOÃO DA BOA VISTA,4,SÃO JOAQUIM DA BARRA,1,SÃO JOSÉ DO RIO PARDO,2,SÃO JOSÉ DO RIO PRETO,1,SÃO LOURENÇO DO TURVO,1,SÃO PAULO,3,SÃO SEBASTIÃO DA GRAMA,2,SAÚDE,21,SERRANA,1,SERTÃOZINHO,1,SUDESTE,3,TABATINGA,2,TAMBAÚ,1,TAQUARITINGA,4,TECNOLOGIA,17,VAGA DE EMPREGO,34,VARGEM GRANDE SO SUL,2,VÍDEOS,23,VÍDEOS CURTOS,8,VÔLEI,1,VOTUPORANGA,4,WEBSTORIES,1,
ltr
item
O Diário da Cidade: Astrônomos ilustram morte de VY Canis Majoris, maior estrela da Via Láctea
Astrônomos ilustram morte de VY Canis Majoris, maior estrela da Via Láctea
Pesquisadores usaram dados do telescópio Atacama Large Millimeter Array (Alma) para descobrir os processos pelos quais estrelas hipergigantes passam
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjAw_-XGIdoKS4q5EXJ2KfoynCKbW8e5OriN-m4bDgiv7sSg5NbsNfGeWayz9XFoBD7Lh452tvUpCpPZW55ZccMc2Cl0GK9PaLBV4EEKRvIborkMpypbKhUTjjxYITINoxlfojxM--YXGgOryn9J6Zn6HVL0OHxGC7WmoLi3bQsLRrJ9Ou3CgEwoi0/s16000/a28.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjAw_-XGIdoKS4q5EXJ2KfoynCKbW8e5OriN-m4bDgiv7sSg5NbsNfGeWayz9XFoBD7Lh452tvUpCpPZW55ZccMc2Cl0GK9PaLBV4EEKRvIborkMpypbKhUTjjxYITINoxlfojxM--YXGgOryn9J6Zn6HVL0OHxGC7WmoLi3bQsLRrJ9Ou3CgEwoi0/s72-c/a28.jpg
O Diário da Cidade
https://www.odiariodacidade.com.br/2022/06/astronomos-ilustram-morte-de-vy-canis.html
https://www.odiariodacidade.com.br/
https://www.odiariodacidade.com.br/
https://www.odiariodacidade.com.br/2022/06/astronomos-ilustram-morte-de-vy-canis.html
true
5620415080124978485
UTF-8
Carregou todas as postagens Não encontrei nenhuma postagem VER TODAS AS MATÉRIAS Leia Mais Responder Cancelar resposta Excluir Por Incío PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIAS ARQUIVO PROCURAR... TODAS AS PUBLICAÇÕES Não foi encontrada nenhuma postagem que corresponda à sua solicitação Voltar ao Início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás há mais de 5 semanas Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos/textos, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Índice